Muito se fala no 5G pela ótica tecnológica mas talvez você que é empreendedor ou profissional de telecomunicações não tenha ainda clareza de como o seu trabalho será afetado a medida que esta tecnologia seja implementada.

Primeiro é importante destacar que as redes de fibra óptica não perderão a sua relevância, muito ao contrário, são elas um pré-requisito devido as inter conexões entre cidades e a necessidade orgânica do 5G de densificação da rede de fibras nas áreas urbanas de grande concentração.

De posse deste fato podemos dizer que se você é profissional de operações e é especialista em fibra óptica vai ter mais oportunidades de trabalho pelo crescimento das demandas e investimentos. Sua valorização virá principalmente se você buscar antecipadamente conhecimentos de como funcionará o 5G através das muitas antenas transmissoras acopladas na rede.

Outra questão que pode impactar positivamente estes profissionais são as redes neutras (compartilhamento da fibra por mais de uma empresa que usa a fibra para transportar seus “produtos”) que tendem a viabilizar inclusive o surgimento de técnicos sem bandeiras, ou seja, profissionais que prefiram a independência e atuem na sua região por demanda vinda de empresas que o “credenciaram”. Isso exigirá uma nova plataforma tecnológica que reestrutura a logística para o conceito WWFMSM (hibrido de WFM e WMS) e que prevê repasses direto no campo de materiais, compra e pagamento de material por consumo em cada serviço e convite para técnicos com perfil para a atividade e atuante na região para “aceitar” o serviço.

Além disto os profissionais sem bandeira enquanto se deslocam irão transportar em seus veículos câmeras especiais que irão identificar anomalias nesta rede comum e nas redes privadas, alimentando os NOCs da propietária da fibra danificada com alertas que auxiliarão na abertura de eventos e despacho de serviços preventivos e corretivos.

Já os profissionais de logística tendem a receber investimentos na sua área devido a potencialização da preocupação das empresas com seus ativos que em boa parte estarão nas cidades ou com profissionais de campo em seus estoques móveis para realizar suas atividades ou por tê-las realizado (um ativo pode ter sido retirado da planta). Neste ponto o profissional de logística acostumado ao papel de cuidar do que vê (garantir controle do estoque físico) precisará conquistar conhecimentos de logística full e admitir que seu papel é também cuidas de estoques móveis e imobilizados nas casas, empresas e cidades. Cuidar significa ir além da visão em tempo real destes estoques e seus responsáveis: precisará usar de ferramentas para repor profissionais por Kits (materiais que lhes permitam trabalhar por 1 semana até a próxima reposição) e submeter suas solicitações aos orçamentos dos projetos quando o assunto é construção ou ampliação das redes e polígonos de cobertura. Para isto terá muita proximidade com o time de operações e precisaram trabalhar com sinergia e processos comuns.

Os profissionais de RH serão fortemente afetados pelas questões trabalhistas que a ascendente terceirização dos serviços da atividade fim trará, sem falar na tendencia de contratação de técnicos independentes, empresas prestadoras de serviço e quem sabe associações ou cooperativas.

Aqueles que construírem em paralelo ao curso das mudanças das leis trabalhistas boas práticas protetivas como contratos de trabalho mais específicos e exigir que registros cada vez mais digitais (sem papel) de folhas de ponto, de movimentação dos materiais, de serviços executados tenham elementos que aumentem a segurança jurídica destes documentos digitais como obtenção do local por GPS, carimbos de tempo, sistema de senhas nos apps e assinaturas na tela do celular.

Neste mesma linha do RH estão os profissionais da área jurídica que precisam migrar das provas materiais para as digitais e construir contratos que se amparem nas leis (principalmente nas alterações que trarão mais amparo para terceirização de atividade fim) para modelos bem diferentes de trabalho, contratação de serviços e compras de materiais. Os certificados digitais do ICP brasil

O “novo” pode até nos oferecer medo e insegurança. Mas podemos escolher fé e confiança de que ele nos trará boas oportunidades.

Categorias: Telecom

0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Iniciar conversa
Comercial
Comercial
Podemos ajudar ?
Powered by